sexta-feira, 8 de julho de 2016

K

Carta aos ausentes de Nuremberga: 1945-1946



A minha memória foge:
Auschwitz, Bergen-Belsen, Dachau...
Toldam-se-me também as lembranças:
Varsóvia, Praga, Budapeste, Estalinegrado...
Um Estado-Maior de pura raça,
uns novos senhores da guerra,
mãos limpas, cristalinas,
enquanto o cano das metralhadoras
transportava o indizível.
Foram tantas, 
tantas as vezes
que a lama se encharcou de sangue,
tantas as covas tapadas à pressa,
que o aroma vasto da morte 
se espalhava mais livre 
do que todos 
os que assistiam àquela repetição
indefinida.


Sim,
haveis falhado o 
o compromisso com Nuremberga.
Na pressa, haveis esquecido
o avanço pelo estupro:
os vossos homens brandiam todas as armas
Rússia fora...
Também haveis esquecido 
a ocupação,
os magotes,
os berros e a pancada,
(o próprio gás).

Os meus olhos estiveram ausentes 
de tudo isso,
mas sinto como minhas as dores,
como sinto os rostos obliterados,
diluídos pelas franjas da História.

Vós,
e cito alguns a eito:
Eichmann,
Bormann,
Goebbels,
Hitler,
Mengele,
Himmler,
Reinhardt...
todos haveis falhado
o compromisso com Nuremberga, 
todos vos haveis esquivado
à sentença
e à corda.

E afinal,
de que serve 
"a liberdade sem trabalho"?


(fonte da 1ª imagem:
https://atmagalhaes.wordpress.com/2015/11/)
(fonte da 2ª imagem:
http://viagens.efetur.com/noticia/oswiecim-a-cidade-esquecida-onde-esta-auschwitz/)

Etiquetas:

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
tag -->