sexta-feira, 29 de março de 2013

K

Vitória!

Hoje,
rasgou-se o véu do templo,
a mão de Deus tocou a do homem,
finalmente,
e na Capela Sistina fez-se luz...

Hoje,
convulsionou-se o inferno
e a vitória
"está consumada".


Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? (1Cor 15:55)


(fonte das imagens:
1ª http://www.radiounasp.com.br/
2ª http://www.prayerthoughts.com/)

Etiquetas:

sábado, 23 de março de 2013

K

a Drummond de Andrade

(...)
Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,

não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,*

                                                                                     (...)                                                           

...mas a paisagem,
essa,
transforma a minha respiração
em suspiros;
uma mulher liberta o meu canto,
uma história qualquer...
a minha vida,
balizada entre os postes,
sem saída para a área,
golo em suspenso,
partida empatada...
agora a paisagem
resvala pelas escarpas,
e o meu canto,
possuído,
levam-me ao fundo,
ao vale dos lagos frígidos,
onde a minha imagem
se reflecte em tons de azul,
em matizes de refrega,
de não entrega,
objecto que se renega...

("O canto das sereias
é o teu destino.
Quando o ouvires,
canta ainda mais alto. 
A tua odisseia será
revivida em cada edição."
Fala de Homero a Ulisses,
sua personagem)

(*excerto do poema "Mãos dadas"
de Carlos Drummond de Andrade)

(fonte da imagem:
http://vinicolasevinhedos.blogspot.pt/)

Etiquetas: ,

quarta-feira, 13 de março de 2013

K

IN SEDE VACANTE


É neste tempo húmido,
escorregadio,
que desliza
a tua mente, o teu segredo,
na direcção do Norte.
É verdade que o trigo
agoniza na terra,
as papoilas
só em sonhos as vislumbras,
(mas ouve!)
a terra amolecida,
as oliveiras ensonadas
numa vigília estéril,
ouve os passos,
o arrastar na lama.









Olhas o entardecer:
uma luminosidade
tenta esconder
o cansaço
da chuva aleatória,
da tempestade ciclotímica.

Estás a dias da Primavera,
e o Inverno passa,
in sede vacante...

a busca fugaz
do fumo branco.

("Faz teu o caminho
da busca.
Avisa os outros das
maravilhas que encontrarão.
Sê esperado, a tua ânsia
será, assim, finita."
Fala da Esfinge a Heródoto)


(fonte da imagem não identificável)

Etiquetas: ,

segunda-feira, 4 de março de 2013

K

auto-guerrilha

Surrealismo Dos Atos
Sabe-me a sal esta tristeza,
dissolvida em lágrimas,
entre sombras.
Há um véu,
um cão negro
que me segue.
Os sons são ruídos,
os sorrisos,
esgares.
Também me ataco,
num confronto repisado,
os braços como canhões
em roda viva.
Cansaço...
é neste morticínio,
neste leva e traz
que a minha mente
se deleita,
que cubro os meus olhos,
o cão negro ao colo,
uma moleza resignada,
um sorriso esbatido...
(
fonte da imagem:
http://surrealismo.blogspot.pt/2011/03/in-memoriam-parar-nao-paro.html)

Etiquetas:

"[...] Apesar de tudo o que se passa à nossa volta, sou optimista até ao fim. Não digo como Kant que o Bem sairá vitorioso no outro mundo. O Bem é uma vitória que se alcança todos os dias. Até pode ser que o Mal seja mais fraco do que imaginamos. À nossa frente está uma prova indelével: se a vitória não estivesse sempre do lado do Bem, como é que hordas de massas humanas teriam enfrentado monstros e insectos, desastres naturais, medo e egoísmo, para crescerem e se multiplicarem? Não teriam sido capazes de formar nações, de se excederem em criatividade e invenção, de conquistar o espaço e de declarar os direitos humanos. A verdade é que o Mal é muito mais barulhento e tumultuoso, e que o homem se lembra mais da dor do que do prazer."

Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico. Leia, assine e divulgue! Sopro Divino

eXTReMe Tracker
tag -->